O eterno “Pescada”

Diretor-Técnico regional de natação pura
AUTORRodolfo Nunes
Vou abordar neste artigo algo que já abordei há precisamente um ano mas agora de uma forma diferente. Na altura, no artigo “Jovens com vontade de treinar precisam-se” escrevi sobre como era fácil para os jovens desistirem dos seus objetivos em vez de treinarem para atingir o seu limite. Neste vou abordar o caso de alguém, com quem já tive o privilégio de nadar alguns anos e que continuo a privar, e que se tornou no passado fim de semana, nos campeonatos regionais que decorreram na Póvoa de Varzim de 15 a 17 de março, no nadador da ANNP e talvez de Portugal com mais idade cronológica a ser medalhado... José Carlos Freitas, o eterno “Pescada” terceiro classificado na prova de 800 livres seniores! Não pretendendo ser um artigo biográfico ficam aqui alguns dados, principalmente para os mais novos, deste SENHOR das piscinas que nadou entre 1970 e 1987 como regular, foi campeão regional, campeão nacional absoluto, recordista nacional e internacional, esteve fora das piscinas de competição durante 22 anos, regressando em 2009 na vertente master participando esporadicamente em competições regulares (não concordando eu com isto da dupla participação mas que legalmente é possível). Como master foi várias vezes campeão nacional, campeão da europa, campeão do mundo, recordista nacional e... recordista da europa em diversas provas de fundo e em vários grupos etários masters!

Claro que todos estes feitos não se conseguem a olhar para a água ou a arranjar desculpas para ir ao treino e não treinar ou então para nem sequer ir ao treino... Conseguem-se com muita dedicação, capacidade de sofrimento e entrega! Felizmente que o Zé não é caso único nesta andanças masters/regulares, embora seja o mais experiente (a caminho dos 56 anos – 24/10/1963) e como tal é ele a referência.

Tudo isto dá-nos que pensar... pelo menos! Obrigado por seres o exemplo que és em todas as provas que nadas tanto para graúdos, que é onde nadas regularmente e todos te conhecem e respeitam, como para os miúdos, quando vens nadar com eles e te ficam a conhecer e respeitar!

image